4 de junho de 2008

Um dia comum



Você não me pediu desculpas, mas tudo bem. Não se preocupe. Já me acostumei à isso.
Um dia você vai saber que até os maiores podem cair. Que os desdentados podem sorrir. E que até adultos fortes podem chorar como crianças. Um dia você vai descobrir que o bem só existe porque o mal convive com ele.
Um dia, você não terá escolha se não aceitar sua própria derrota. Vai estar no mesmo corredor da morte onde estou agora. E aí, dividindo os minutos com condenados, vai dar valor à vida que tem.
Um dia você vai entender que quem não tem quase nada precisa de muito pouco.
Que no fim das contas, ninguém é inferior só porque come restos.
Oro pra que nunca chegue o dia em que você esteja tão embriagado de alcool e tristeza que não vai se importar em deitar-se sob uma ponte, em cobrir-se com papelão, em dividir o pouco alimento que conseguir com outros tantos. Não vai se importar sequer em ser chutado pelos pedestres apressados, apressados e distraídos, exatamente como você é agora.
Nesse dia nos veremos de novo, e talvez você não me reconheça. Mas eu vou saber quem você é, ou foi. E dividirei com você minha bebida barata, nos copos quebrados em que você tropeçou e nem viu.
Mas até lá você vai continuar me ignorando. Vai cumprir sua função na sociedade, como eu cumpro a minha. Vai viver no seu mundinho de idéias pequenas, achando que conhece tudo, quando na verdade não conhece nada, nem das maiores dores e nem dos melhores sabores da vida. Vai continuar acreditando na versão de certo e errado que te contaram, e que você sequer questionou. Vai continuar assim, medíocre e frágil, passando apressado, chutando tudo pelo caminho, achando-se superior aos porcos só porque não come os restos de ninguém.
Sem saber que, um dia, talvez sejam esses restos que permitam que você não morra de fome.

14 comentários:

gordokamikaze disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Daniele V. disse...

Algumas pessoas realmente precisam - e muito - descer do salto.

Um Sonhador disse...

O mundo gira, e cada dia é um novo dia, hoje, estamos felizes, amanha chorando, hoje temos dinheiro, amanha estamos pobres? comemos do bom e do melhor, amanha restos, migalhas.

O mundo Da voltas, O mundo não para, Nossa vida muda a cada minuto.

Hoje, estou feliz, e estou vivendo intensamente isso, e quero isso pra mim cada dia, e vou fazer por onde.
amanha? só a mim me pertence.

lindo texto em. parabens querida, aquele bjo ;*

Um Sonhador disse...

AGRADECENDO AQUI O MIMO :D

OBRIGADASSO PELO MIMO, COMO SEMPRE SENDO UMA QUERIDA VOCÊ.

OBRIGADO, E ATÉ MAIS ;*

Mustafa Şenalp disse...

çok güzel site. :)

Nobre Epígono disse...

Nossa!

Devemos ter policiamento quando falamos com alguém. Principalmente quando gostamos. Sendo um desconhecido, mesmo assim é necessário tratá-lo bem.

Ai, ai... Eu li esse texto e só vinha na minha mente aquela poesia de Manoel Bandeira:

"O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus, era um homem."

Sempre escrevendo coisas belas, não é?
Sim, sim. Volto logo daqui de Plutão para o meu mundo, minha cara leitora! Daqui para o meu mundo deve ser mais ou menos 5.914.000.000 km.

=)

Beijo e bom restinho de semana.

PS: depois posto algo.

- Cah disse...

hahaha mas eu também tive minha época de estudante de colegial tá senhorita! kasdhfpaoisudr

Ah o dinheiro é o mais importante né?! hahaha

- Cah disse...

Aii Latinoné!
esqueci desse detalhe! asçdfljaoiru
tem uma nova dlee que eu fico com uma parte ridícula na cabeça!

Patrícia disse...

Que bom fico muitissimo feliz em saber que gosta do meu Doce Cantinho!!!
Aiii que bom que gostou, sua opnião é muito importante pra mim!
Talvez eu ainda de uma mudadinha, mas por enquanto vai ficar assim mesmo!
Beijos

Aline disse...

A gente não sabe né?!
E acha que a vidinha da gente vai ser seeeempre do mesmo jeito.
Inocentes, inocentes.

F. S. Júnior disse...

triste e pesado, mas as vezes é preciso... sempre é preciso...

elis disse...

nina que lindo....!!!

xero !

teresa disse...

texto bem condizente com a realidade. tem gente que precisa se tocar mesmo, saber que o chão que pisa pode ser o chão que vai rastejar um dia.

=*

a clara menina Clara disse...

forte isso né?

Postar um comentário

Anote aí.