26 de setembro de 2008

Sorriso eterno


Eu tenho um sorriso eterno.
Milhares são iguais a mim, com os mesmos sorrisos, cabelos, olhos.
Milhares de cópias.

É isso que eu sou, na verdade. Também sou só uma cópia.
Mas nenhuma outra tem ela. Ela me ama.
Ela cuida de mim, penteia-me os cabelos e me veste. E depois me observa.

Observa meu sorriso estático, e me sorri seu sorriso vivo.
E ela sorri de verdade, sabia? E seus olhinhos também são reais!
Seus olhos brilham quando ela cria as minhas histórias.
Em suas mãozinhas eu viro fada, viro princesa, viro o que ela quiser!
Não posso dizer-lhe o quanto à amo, e nem contar-lhe o modo como torço por ela.
Não posso abraçá-la, e nem retribuir-lhe os carinhos.
Eu tenho um sorriso eterno.
E torço pra que o dela também seja.

3 comentários:

JOICE WORM disse...

Um beijo, linda.
Passando só para lhe desejar uma boa noite.

Olirum disse...

já fingi sorrisos sem estar com vontade de tê-lo estampado em meu rosto!!!

Sumi, mas vou tentar aparecer mais, rs.

nina disse...

Que belo! Eh por isso que eu gosto de vim aqui: Vejo sinceridade, fragilidade nos teus textos. Um bjo grande!

Postar um comentário

Anote aí.