7 de maio de 2009

(...)

- E não é a essência que importa no fim da contas? Quer dizer, eu só não ligo pra detalhes.

Ele disse assim. Sem motivo, sem aviso. Só disse. E algo dentro dela quebrou-se em mil pedaços, implorando em silêncio que ele a visse assim, quebrada. E quebrada, ela era só detalhes.
Não estava exigindo que ele soubesse a cor de seu esmalte ou o tamanho de seus pés. Ele pedia detalhes simples. Não era nas pequenas alegrias que se encontrava a felicidade? Pois em sua vida acontecia exatamente o oposto. Acumulavam-se e-mails sem respostas, telefonemas curtos, risos e choros solitários. Acumulavam-se conversas, novidades e lágrimas com as quais ele não se importava. Acumulavam-se, um após o outro, textos e frases e amores num blog que ele não lia. Acumulavam-se "eu também"'s frios ditos numa tela de computador, escritas automáticas sem quase nenhuma importância, ou certeza, ou verdade. Só distância.
Eram, então, pequenas dores, se alojando em seu coração lentamente, uma após a outra. Pequenas dores que construiram uma tristeza imensa, que superava qualquer outra coisa, menos o amor que ela sentia, e que a mantinha de pé, viva. Por ele.
Esse amor é que impediu de chorar ali, de gritar acusações que, sabia, seriam dolorosas; esse amor que a obrigou a dizer suavemente, quase como se não sentisse:
- É, deve ser.

----

Outro texto não lido, para a minha coleção de pequenas dores.

10 comentários:

Maria Fernanda disse...

Teu comentário ao final desse texto, deixou-me condoída e ofuscou as tuas palavras grandes.

Doeu aqui.


PS: A cara de Elisa não chegará, Aline. Essa é só uma parte do livro que estou escrevendo ;)


Um beijo doce, meu.

Felipe Braga disse...

É, um texto comovente. Como você disse pra mim uma vez, se isso está acontecendo, realmente, a hora de dar a volta por cima é agora. Mando vibrações positivas pra você daqui!

Beijo na testa!

Ni ... disse...

E as pequenas dores nos fazem sofrer, por vezes ainda mais...

Beijo e mais beijos...

Nasca™ disse...

mas você é um detalhe tão lindo
e suas dores deveriam ser 'nossas'
que de novo eu digo '... o carinho meu bem, pena, esse, não devia faltar' fique bem:

um abraço apertado
e um beijo no rosto
:*

Liiia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Liiia disse...

Sofrer faz a gente dá mais valor a alegria (mania chata de olhar o lado bom :X)

beeeijos.
http://rainbowofcherry.blogspot.com/

Hosana Lemos disse...

"Acumulavam-se "eu também"'s frios"

e iam acumulando, juntando, se aglomerando...até que as dores não suportaram mais e se fizeram lágrimas...de lágrimas fizeram-se palavras, e das palavras fez-se o fim! um fim não desejado, mas um fim necessário!!

Lindooooo blog!
.

Lady from the city disse...

poutz...vc realmente está passando por isso ne?
sei que se cnselho fosse bom a gente não dava, maaaas eu preciso dizer...
não guarda isso dentro de vc.
conversa com ele e diz q isso machuca vc...que os DETALHES IMPORTAM SIM! E não é só a essência que importa. Pq se fosse assim, o que seria da essência do perfume do jean paul gautier sem o frasco maravilhoso em forma de espartilho???
Meu deus do céu. Detalhes não são só detalhes. Explica pra ele, que os detalhes é que forma a essência.
Sem eles não existe verdade.
Hold on. bjoos

Jaime disse...

Cresça, aprenda, tome proporcões ainda mais gigantescas com as dores que sentes. Será melhor. Amo tuas palavras, mesmo quando melancólicas.

Laura disse...

não...
amanha eu fico triste, hoje não...
hoje eu fico feliz...fique triste amanha..

Postar um comentário

Anote aí.