25 de junho de 2009

O inevitável*

- Você não vai me perder.
- Eu já estou te perdendo. Devagarzinho, perco um pedaço teu a cada dia. Te perder assim, aos poucos, meu caro, dói até mais.
- O que você quer dizer?
- Que te perder de uma vez só me parece menos doloroso.

---

* Se aproxima.

8 comentários:

Maria Fernanda disse...

Eu copiaria e publicaria, se pudesse.
É que, nesse instante, faço das tuas palavras, minhas.

Mas não posso publicar, não posso sequer escrever sobre. Faço metáforas, bordo um sorriso falso e só.

É,
me falta.
Coragem

Felipe Braga disse...

Olha, a vida é repleta disso. De surpresas, fins, começos e recomeços. E outras coisas que não tem como colocar aqui.
Agora... Resta ao ser humano fazer escolhas que podem mudar tudo, até quando menos se espera.
Estou aqui, se precisar... mesmo à distância, quem sabe posso ajudar?
Beijo na testa.

Michele Hubner disse...

eu sinto isso a cada dia que passa, e pode ter certeza dói muito mais...

Thais Motta disse...

Perfeito aqui ..
adorei , demais ..

to seguindo , porque to apaixonada pelas tuas postagens menina !
Parabéns!

Voltarei sempre por aqi ;)

;*

Hosana Lemos disse...

eu nunca tinha analisado essa forma...até parece minha atual situação! =O
Ficou muito bomm, meeesmoo!
Curto e grosso!
Lindo!

Jaya disse...

Eu fiz assim. E não, não doeu.

_______

Aline,

Você é uma docinha. Obrigada pelo comentário lindo lá no blog, viu? E volta sempre que quiser. Muda, sorrindo, falante... não importa. Importa é que deixei a porta encostada. Nem precisa bater, quando entrar. Te espero com um abraço.

Beijo, moça.

gabriela; disse...

Eu copiaria e publicaria, se pudesse. [dois]

/euchorei;

Mandy disse...

tem apoio.

Postar um comentário

Anote aí.