20 de julho de 2009

20/07/2009

Reconheci o rostinho pequeno que acabara de subir no ônibus. Era o mesmo que me havia feito sorrir alguns dias antes com uma sabedoria infantil que eu só dividira com uma pessoa. Dessa vez, a pequena que se aproximava trazia um braço engessado que parecia pesado demais para um pessoa tão pequena. Sentou-se ao meu lado, reconheceu-me também.

- Oi! Sou eu, a Lu! Você ainda tá triste, menina?
- Só um pouquinho, mocinha. E você? Também parece triste. Que foi?
Fez beicinho, baixou a cabeça. Doçura pura.
- É que eu quebrei o braço... - disse mostrando o gesso - E doeu muito. Mas a minha mamãe disse que eu sou forte, e que meu braço ia consertar logo. Mas ainda tá doendo, por isso eu fico triste. - Parou uns instantes e olhou pensativa pra janela. Depois virou-se pra mim, rostinho concentrado: - Você também quebrou alguma coisa?

Não respondi logo. Como é que se explica pra alguem tão pequeno que corações também se quebram...? Como é que se diz pra uma criatura tão doce que isso também dói, mesmo que a gente seja forte? Como é que se conta pra uma criança que os braços quebrados se consertam, mas que eu já não sabia se coraçoes faziam o mesmo? Não soube a resposta. Me resumi num sorriso.

- Deixa isso pra lá, Lu. Quer uma bala?

6 comentários:

Iris Gimaiel disse...

Algumas pessoas, quando estão com o coração partido, se machucam (tipo aquelas que se cortam e tal). Dizem que a dor sentimental é pior do que a dor carnal. É bom ser criança porque criança não conhece esse sentimento, de coração partido. Eu sei MUITO como doi, estou sentindo isso agora.
Com o tempo, a ferida fecha, ou esperamos que sim.

sobrefatalismos disse...

Mas adoro perguntas de crianças. Estimulo-as a procurarem respostas e sempre nos trazem uma lição de vida. Mesmo que infantil - essa é a doçura do aprendizado.

Patrícia disse...

Passando apenas para dizer FELIZ DIA DO AMIGO!!!
Beijão

Felipe Braga disse...

Ah, Aline. Teus textos, sempre com uma doçura incrível, até pra falar de coisas relativamente tristes.
Teu blog é ótimo, já disse isso, sou teu fã, também já disse. rs

Ah, eu to em decadência. rs

Erica Maria disse...

Texto lindooooooooo!!!


Bjos em tua alma!

Feliz dia do amigo!!!

Hosana Lemos disse...

uns quebram o braço, outros o coração...
um dia a maioria vai sentir o gostinho ou de uma dor ou de outra!

adorei!
^^

Postar um comentário

Anote aí.