21 de julho de 2009

Caixa, laço e presente.

Eu tenho dois corações. Um, é esse que eu carrego aqui dentro. Esse que me bombeia vida. O outro é o que eu te dei. O outro que guarda todo o meu amor por você. E mesmo que não vá usar, eu peço que o veja com carinho. Ali dentro está tudo o que eu posso ser para alguém. Para você.

Se não for carregá-lo, eu peço que guarde. Num lugar querido por você. Num lugar onde nunca esquecerá que guarda uma coisa tão importante. Peço também, que mesmo guardado num lugar especial e seguro, lembre-se de olhar para ele, às vezes. Não precisa ser com muita frequência. Apenas uma ou outra vez. Não o abandone totalmente. Não o deixe sempre só. Pois ele é vivo. E transporta um amor. Também vivo. Não precisa alimentá-lo. Quero dizer, dê a ele apenas seu carinho, seu cuidado, ou simplesmente, consideração. Ele não precisa de muito, afinal.

Mas se for usá-lo, se for carregá-lo com você, eu peço que use. O abra e sinta o amor que eu guardei ali. Um amor meu por você. Um amor meu para você. Se for usá-lo, use o realmente. Viva com ele. Leve-o para dentro da sua vida. E se não for pedir demais, leve-o para dentro de você. Eu peço que ame o meu amor. Seja presente. Se dê de presente. Exista para ele. Faça o bem ao meu amor, para que eu sinta você onde quer que eu esteja. Assim, não importará se você guardou o meu coração no armário ou dentro do peito. Porque você saberá que ele existe, saberá que ele o ama. E se você também o amar, eu ficarei grata. E para sempre feliz.

----

Outro alheio, pois a inspiração me falta. De autoria da querida Gabriela, do Melissa S.

5 comentários:

cleiton souza disse...

Eu também possuo dois corações. Um foi entregue por inteiro a dona deste blog. E eu sei que ela cuida bem dele, dá carinho, amor atenção e o mantém vivo. Meu outro coração está tentando me manter e me livrar dos meus problemas.

Ni ... disse...

Lindo texto...

Saudade de ti, Aline...

Beijo e mais beijos...

Jéssica disse...

Hum, gostei, mas um tanto redundante :P

;*

Felipe Braga disse...

Belíssimo texto!
Também to sem inspiração. Estou em decadência! rs

Laura disse...

ja que num foi vc que escreveu eu num li...

Postar um comentário

Anote aí.