24 de agosto de 2009

Ei, garoto.

A moça aqui que quer te dizer, quer te gritar, e dessa vez com todas as letras. A moça quer ler, em voz alta, todas essas entrelinhas, quer quase com desespero fazer-se entender. Quer transformar a própria voz em carícia, e deixá-la chegar aos seus ouvidos, contando todos os segredos que você já conhece, só pra dizer de novo. A moça nunca te esconde nada, sabe? É que você, garoto, já é parte da moça agora. E é por isso que ela não tem nenhuma defesa contra você. Por isso, também, ela já não pode perdê-lo. Perder você significa, pra ela, perder junto um pedaço de si mesma, e justamente o pedaço mais feliz. Entende? Ela nunca mente nada, nem esconde nada. Ela confia em você sem os medos que a sensatez dela normalmente lhe exige. Ah, garoto. A moça te quer tão bem...! E torce tanto pelos teus sonhos. A moça, aliás, quer dividir os proprios sonhos contigo. A moça se sente junto, mesmo de longe. A moça sorri contigo, e perde um suspiro novo a cada minuto.
Ah, garoto. A moça aqui te quer tanto...!
E agora pode te dizer.

5 comentários:

Aline Gianasi disse...

Eu tenho um pedaço do lado de fora que ora me dói, ora me encanta.

Felipe Braga disse...

Aline, muito bonito. Reflexivo. Inspirador, como sempre.
Já elogiei teu layout? Se não, elogio agora: Ficou show! rs
Beijos.

Erica Maria disse...

Adoro seus textos, são encantamento puro...
Gosto qdo pousas aqui no meu canto...

Bjos mtos,

Ítala disse...

Ah! eu tenho um pedaço de mim, que divide meus sonhos tbm! *-*

eu tenho um moço assim, que me entende..
bonito texto menina!
como sempre com suas palavras encantadoras

Isabella disse...

Eu adoro demais os seus textos, como alguém disse, são encantamento puro! Que linda que você é ... um beijão !

Postar um comentário

Anote aí.