15 de setembro de 2009

Chave de mim

Eu te guardei em mim, garoto. E te tranquei cá dentro, agora. A chave eu engoli, que é pra não cair na tentação de deixar voce fugir. E então ficam, do lado de dentro, você e a minha chave. Percebe, garoto? Ninguem mais pode tirar voce de mim. Nem mesmo eu. Voce está aqui dentro, trancado, seguro, e a chave só voce tem. Entende? Voce só sai de mim se escolher sair. Eu prefiro que fique, pois te preciso aqui, sendo uma parte minha, exatamente como você é. Mas caso você decida que quer ir, eu não vou te impedir. A chave está em suas mãos. E eu peço que, se voce for, a leve com você. Eu prometo não trocar a fechadura, que é pro caso de voce querer voltar.

--
Ps¹: Exclui esse texto por acidente, e reescrevi do melhor modo que pude. É um dos que mais gosto, então aproveito pra republicá-lo.
Ps²: Não, não tem me faltado inspiração. Tem me sobrado, alias. Ando inspirada por um amor dos mais bonitos. Ando amando tanto, mas tanto...! Amo tanto que me faltam palavras. E sentimentos desse tipo não podem ser simplesmente despejados, me entende? Não posso limitá-los à uma definição vaga. Para falar sobre eles eu preciso das palavras certas. Preciso de poesia, de beleza, de pureza. Preciso de uma pitada de sonho e um sopro de vida. E eu ando pobre do vocábulo certo, nesses ultimos tempos. Me limito a sentir, então.

7 comentários:

Eloisa Faccio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eloisa Faccio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe Braga disse...

Adorei relê-lo.
Beijo.

Maria Fernanda disse...

Em ti está morando o sentimento mais puro, menina. E tu está tão doce, sentindo-o, que me causa uma felicidade imensurável, ao ver você tão feliz.

E posso confessar?
Eu entreguei a chave à um moço, tal como tu, mas o expulsei de dentro de mim. Na pressa, ele saiu lenvando consigo a chave e, assim, me obriguei a mudar a fechadura e tranquei as janelas.


Meu coração tem sido breu, desde então.

Nathy disse...

Só hoje, li dois posts de pessoas que estão amando. Quero esse sentimento também....

Sofia A. disse...

Alguns sentimentos simplesmente se recusam a passarem-se para o papel, e então tornam-se coisa de um só sentir, tão grandes que ameaçam explodir a pobre pessoa, mas grandes demais para serem explicados e compartilhados com as palavras.
Um beeijo!

Hosana Lemos disse...

inventei uma vez de fazer isso, tranquei e joguei a chave dentro...
estou louca atrás de um chaveiro que possa me fazer uma cópia pra eu tirar de lá de dentro o que já está me fazendo mal!


lindo o texto!
^^

bjos

Postar um comentário

Anote aí.