13 de janeiro de 2010

Que eu não perca;

"Que eu não perca o otimismo, mesmo sabendo que o futuro pode não ser tão alegre;
Não perca a vontade de viver, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, dolorosa;
Não perca a vontade de ter grandes amigos, mesmo sabendo que com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas;
Não perca a vontade de ajudar as pessoas, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir esta ajuda;
Não perca o equilíbrio, mesmo sabendo que inúmeras forças queiram que eu caia;
Que eu não me permita perder o romantismo, mesmo sabendo que as rosas não falam;
E que não perca a vontade de amar, mesmo sabendo que a pessoa que mais amo pode não sentir o mesmo sentimento por mim;
Que não perca a luz e o brilho no olhar, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo escurecerão meus olhos;
Não perca a razão, mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas;
Não perca a beleza e a alegria de viver, mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma;
Não perca o amor por minha família, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigirá esforços incríveis para manter a harmonia;
Não perca a vontade de doar o que há de bom em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes serei subestimada e até rejeitada;
Não perca a vontade de ser grande, mesmo  sabendo que o mundo é pequeno.
E, acima de tudo... Que eu jamais me esqueça do amor infinito de Deus.


A vida é construída nos sonhos, e concretizada no amor."
 Francisco C. Xavier

E que eu nunca me esqueça de quem eu sou e de tudo que me torna única.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anote aí.