11 de julho de 2011

porque eu poderia te olhar por horas e horas sem me cansar. e porque estou com saudade de tantos detalhes que nem conseguiria dizer. porque eu mal posso esperar para ver de novo os seus olhos escuros me olhando, me estudando e me descobrindo. porque eu tenho sonhado, repetidas vezes, que estou dormindo na proteção de um abraço seu. e porque desses sonhos eu sempre desperto com a sua voz nitidamente clara nos ouvidos, o seu toque perfeitamente presente na minha pele, o cheiro do seu pescoço gravado como que por encanto nas minhas narinas. tudo tão certo que eu duvido da realidade dos meus braços vazios de você. porque lembrar das coisas que são suas e das coisas que são nossas antes doía demais, a ponto de arrancar lágrimas independente da circunstância, e agora as lembranças trazem nós pra minha garganta mas me dão certeza de que todos os motivos estão certos e de que isso tudo vai sim valer a pena. euevocê é algo que me dá  força para continuar seguindo meus dias, um por um, controlando a vontade pular direto para a parte em que a gente se vê de novo. um por um, finalmente entendendo que essa experiência precisa ser completa. abrindo meu sorriso do jeito mais sincero que posso, perfeitamente consciente dos sentimentos. pensando no seu sorriso (mais lindo do mundo) brincando no seu rosto. isso tudo vai valer a pena. porque quando eu tiver você ao alcance dos olhos de novo, a minha mão nunca vai ser leve o suficiente pra te tocar com a delicadeza com que eu te amo.

--

"Ninguém, nem mesmo a chuva, tem mãos tão pequenas"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anote aí.